As Funções dos Dentes Para Uma Boa Saúde Oral

By: | Tags: | Comentários: 0 | Novembro 16th, 2016

Os dentes são os órgãos mais mineralizados e resistentes do corpo humano. São inclusive mais resistentes que os nossos ossos. Dividem-se em Coroa – a parte visível e branca do dente -, Raiz – que é responsável pela fixação do dente ao osso, e Colo – que separa os dois anteriores.

 

São constituídos por diferentes tecidos, como esmalte, dentina, cemento e têm no seu interior vasos sanguíneos (que transportam o sangue com nutrientes) e nervos que lhes permite ter sensibilidade ao calor, frio, dor e pressão.

 

A sua formação começa cedo, quando o feto ainda está na barriga da mãe, o que demonstra a importância de se ter uma gravidez saudável. O primeiro dente de leite nasce por volta dos 6 meses de vida, ficando a dentição decídua totalmente erupcionada até aos 3 anos (total de 20 dentes: 10 na mandíbula e 10 na maxila).

 

Por volta dos 6 anos, surge o primeiro dente definitivo, o 1º Molar, que não substitui nenhum e nasce atrás dos outros já existentes. A partir daí começam os dentes de leite a cair e surgem os dentes definitivos no lugar destes. O 2º Molar nascerá aos 12 anos e o 3º Molar (dente do siso) apenas nascerá aos 18 anos. A dentição permanente é formada então por 32 dentes, 16 na arcada superior e 16 na inferior (por cada arcada: 4 incisivos, 2 caninos, 4 pré-molares e 6 molares).

 

Para que servem os dentes?

A principal função dos dentes é realizar a mastigação dos alimentos. Os dentes são classificados de acordo com a posição e a função. Assim, temos:
– Incisivos: dentes situados na parte da frente da boca e que servem para cortar os alimentos.
– Caninos: possuem formato pontiagudo e servem para rasgar os alimentos.
– Pré-molares e molares: localizam-se na parte posterior da boca e são responsáveis por triturar os alimentos.

 

Que funções tem a cavidade oral?

A cavidade oral tem uma importância extrema, por ser uma estrutura complexa e constituída por diferentes órgãos. É a primeira porção do sistema digestivo e respiratório e por isso relaciona-se com funções vitais como a mastigação (dentes, língua, bochecha), deglutição (musculatura do palato e língua), digestão (enzimas libertadas pelas glândulas salivares), paladar (papilas gustativas da língua) e respiração (trocas gasosas pela boca e nariz).
Também relevantes são as funções sociais da cavidade oral. Sabemos a importância que tem na estética, cada vez mais evidente nas sociedades modernas, o correcto posicionamento dentário e um sorriso perfeito. A forma como comunicamos através da fonética depende também de diferentes órgãos como a laringe, a língua, o palato, as bochechas, os lábios e os dentes.
Desta forma, percebemos como a preservação da saúde oral tem implicações directas no bem-estar físico, mental e social e, assim, na nossa saúde.

CONTACTE-NOS